O que é remarketing?

Share

Share LinkedIn Share Twitter Share Whatsapp
o que e marketing digital

O remarketing é uma estratégia de marketing indispensável para conseguir captar mais clientes e, ainda por cima, fazer com que as mercadorias abandonadas no carrinho possam ser resgatadas pelos usuários. Junto dele, também é válido ressaltar a importância do retargeting, uma estratégia conhecida e eficiente.

Levando em consideração o imediatismo das compras na atualidade, utilizar estratégias de marketing comprovadamente eficazes pode fazer a diferença. Sendo assim, ampliar os conhecimentos a respeito delas e entender como funcionam e porque funcionam pode ser tornar um grande diferencial competitivo.

Aproveite e conheça tudo sobre essas estratégias e como elas vão mudar o seu negócio para melhor.

Afinal, o que é remarketing?

Remarketing significa “fazer marketing para as mesmas pessoas novamente”. Isso quer dizer que uma estratégia será utilizada para um mesmo público-alvo por mais uma vez. O objetivo é influenciar pessoas que já demonstraram interesse por um determinado produto a comprá-lo novamente ou a não desistirem dele em seu carrinho de compras.

Na prática, essa estratégia é aplicada por meio de campanhas de e-mail responsáveis ​​por reativar a base de clientes, incentivando-os a realizar alguma ação. Dessa maneira, propagandas com informações referentes a um produto específico são adicionadas nos e-mails dos possíveis interessados, instigando-os a comprar.

Essa técnica pode ser usada em diferentes contextos, desde lembretes por e-mail de itens que você colocou no carrinho, e acabou esquecendo, até notificações de determinadas promoções em seu site que podem ser de interesse particular. O importante é que esse tipo de propaganda seja feita de maneira consciente, atrativa, criativa e com informações relevantes.

Quais são as vantagens do Remarketing?

O remarketing foi desenvolvido para fazer com que as taxas de conversão passassem por um aumento relevante. É por meio dele que uma suposição simples pode ser criada: os consumidores raramente compram em sua primeira pesquisa. A partir dessa afirmação, a realização da campanha começa a ser planejada.

De acordo com dados coletados pelo Google Adwords, cerca 3% dos visitantes do e-commerce fazem essa conversão imediatamente, o que é um número bem pequeno para o esperado. Quando estamos falando de vendas complexas, como aquelas que exigem cotação, esse número pode ser menor.

Qual é o papel dessa estratégia em tudo isso? Ela permite que seus consumidores se envolvam mais intimamente com as marcas por meio de mensagens personalizadas em suas caixas de entrada. Dessa maneira, os visitantes vão se lembrar da sua oferta, continuar a considerar a compra e imaginar que ela vale a pena.

Leia também: CRO – Otimização de conversão

Ainda não consegue entender qual é o principal ponto dessa estratégia? Então veja, abaixo, alguns dados extremamente relevantes disponibilizados pelo relatório da AgilOne:

Mais uma informação que precisa ser levada em consideração é a encontrada por meio de um estudo do MIT, onde foi descoberto que um lead pode cair cerca de 10% caso o follow up seja feito após uma hora da primeira interação do cliente com um site ou com algum produto que seja apresentado nele.

Como fazer uma campanha de Remarketing?

Para que a estratégia seja implementada de maneira eficaz, primeiro será necessário ter um plano que facilite o mapeamento de clientes em potencial em diferentes etapas do processo de compra: conscientização, consideração, compra ou fidelização. Isso vai permitir que o processo se torne mais organizado e claro.

Para fazer isso, haverá a necessidade da criação de um sistema em lista. Ele é muito semelhante à segmentação de e-mail marketing. A lista divide os visitantes do seu site com base no tipo de ação que eles realizam.

Dentre os principais tipos de lista que podem ser criados estão:

Um exemplo bem claro para compreender como essa situação funciona é o seguinte: o e-mail para quem apenas visualizou a página do produto precisará ser diferente daquele feito para quem visualizou o preço ou adicionou o item em seu carrinho. Isso porque as estratégias de atração devem ser baseadas nas necessidades do público.

A partir desse tipo de ideia, vários templates de conteúdo podem ser criados, permitindo que os e-mails estejam voltados adequadamente para cada tipo de cliente, tomando como base as ações que ele realizou dentro do site. Ferramentas de automação de e-mail também podem ser muito úteis.

Remarketing x Retargeting

Será que remarketing tem algo a ver com retargeting? Os anúncios que são relacionados com qualquer outra estratégia da área de marketing estão enquadrados nessa segunda categoria mencionada. Ambos os termos costumam ser bastante confundidos, principalmente por causa de sua sonoridade bem semelhante. Além disso, eles são frequentemente utilizados como sinônimos.

Isso soa muito estranho, principalmente porque ambas as funções são bem diferentes e possuem funções específicas dentro das estratégias de marketing. Para entender um pouco melhor a funcionalidade desse segundo termo, leia o tópico abaixo que especifica a sua utilização, bem como alguns dos benefícios trazidos por ele.

O que é Retargeting?

O retargeting se concentra na conversão de pessoas que já estão interessadas nas ofertas da sua loja virtual, por exemplo, usando anúncios pagos colocados em locais estratégicos em suas páginas online.

A palavra “targeting” vem do inglês e significa “mirar”. Portanto, o termo está diretamente relacionado com o significado de direcionar os consumidores novamente – porque você está direcionando a ação para um alvo, o consumidor que não comprou da primeira vez.

Talvez você ache que o retargeting é muito parecido com uma campanha publicitária. Então, vale a pena investir nessa ação? A resposta é sim. Tem vários benefícios sobre as atividades regulares.

Ele só veicula anúncios para usuários que entram em seu site. Ou seja, perfis de usuários com alto potencial de compra. É por isso que as taxas de conversão para essa estratégia tendem a ser mais altas do que para campanhas publicitárias gerais.

Independente de qual seja a estratégia escolhida, o importante é contar com profissionais de qualidade. Sendo assim, entre em contato com um de nossos consultores!

Outras notícia do blog:

Machine Learning: o que é?

Muitas tecnologias começaram a fazer parte do dia a dia dos brasileiros e de várias outras pessoas no mundo. O Machine Learning também chegou dessa maneira sorrateira, mostrando-se um sistema altamente inteligente e que possui relação direta com a inteligência artificial (IA). Mesmo que o termo tenha sido criado por volta de 1959, ele só […]

Segmentação de cliente: tudo o que você precisa saber

A segmentação de cliente é um tema que precisa ser discutido por toda e qualquer empresa. É por meio dela que se pode estabelecer um foco claro de prospecção, o que acaba ajudando a trabalhar diretamente com as vendas. Dividir o público das suas campanhas, bem como do que será vendido, é altamente indispensável. Em […]

Tudo sobre funil de compras e como melhorar o seu negócio

O funil de compras é um assunto que precisa ser compreendido por todo e qualquer negócio caso ele deseje ter sucesso. É por meio dele que a taxa de conversão pode ser aumentada de um modo simples, rápido e sem grandes preocupações. Por meio deste artigo, é possível saber como ter um contato mais direto […]

Feedback dos clientes: importância e como obter

O feedback dos clientes é extremamente necessário para manter um negócio de pé, principalmente porque é o consumidor quem alimenta a economia. Dessa maneira, estar constantemente conectado com as suas opiniões, sejam elas positivas ou negativas, irá ajudar a solucionar problemas e promover melhorias que farão toda a diferença. São diversos os métodos que podem […]